Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que novas sanções dos EUA sobre Irã miram líder supremo

O presidente norte-americano, Donald Trump, disse nesta segunda-feira que os Estados Unidos estão impondo novas sanções sobre o Irã, em meio a uma escalada nas tensões entre os dois países.
Por Steve Holland | Reuters 
WASHINGTON: Trump disse a repórteres que as sanções, que têm como alvo o líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, são em resposta à derrubada de um drone norte-americano na semana passada.

Testes do Gripen E estão adiantados, diz Saab

Aeronaves de teste 39-8 e 39-9 lançaram o míssil MBDA Meteor


Poder Aéreo

LINKÖPING, Suécia – Os testes de voo do caça Gripen E da Saab estão se movendo mais rápido do que o previsto, de acordo com Eddy de la Motte, vice-presidente e chefe da unidade de negócios Gripen E/F da fabricante sueca Saab.

Saab Gripen E 39-9
Saab Gripen E 39-9

De la Motte disse em uma coletiva de imprensa que os testes para disparar o míssil Meteor da MBDA foram realizados por aeronaves de teste 39-8 e 39-9 no norte da Suécia. “Planejamos duas semanas para os testes e conseguimos fazer tudo em um”, observou o executivo, acrescentando: “Estamos aproveitando cada hora de teste de voo mais do que esperávamos, o que está ajudando o progresso do programa.”

Hoje o envelope de voo está sendo ampliado, com 9g sendo atingido no início deste mês, segundo a empresa. O piloto de testes Marcus Wandt explicou que, embora a aeronave seja mais pesada que o Gripen C, “a agilidade ainda está presente porque é mais forte e suporta muito bem seu peso”. Wandt e seus cinco colegas voaram 125 horas de testes.

O primeiro Gripen E para a Suécia será entregue este ano à força de teste e avaliação composta de pessoal da Saab e da Força Aérea Sueca.

A primeira das 36 aeronaves encomendadas pelo Brasil (28 monopostos E e 8 bipostos F) por US$ 4,16 bilhões será entregue à Força Aérea Brasileira em 2021, mas os primeiros pilotos chegarão à Suécia em janeiro de 2020 para começar o treinamento.

Mikael Franzen, vice-presidente e chefe da unidade de negócios Gripen Brasil, explicou que as duas linhas de produção para a aeronave – uma na Suécia e uma no Brasil – seriam usadas para produzir aeronaves que podem ser encomendadas por outros clientes no futuro.

Franzen disse que oito aviões serão construídos por brasileiros na Suécia (quatro do modelo F e quatro do E) para garantir que os brasileiros fiquem totalmente à vontade com os processos de construção, e 15 serão construídos no Brasil por brasileiros e 13 por suecos na Suécia.

O Gripen F de dois assentos, desenvolvido especificamente para o Brasil é 65 cm mais comprido que o Gripen E e possui sistemas e displays idênticos aos monopostos.

FONTE: Defensenews

Almanaque do avião

Almanaque do avião

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas