Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Avião Sukhoi Su-22 sobrevive a ataque de míssil antiaéreo na Síria

Um avião Su-22 das Forças Armadas da Síria sobreviveu a um ataque terrorista na província de Idlib, conseguindo chegar à base após o impacto direto de um míssil antiaéreo.


Sputnik

Fotos dos fragmentos de um estabilizador horizontal da cauda do Su-22 com inscrições características foram publicadas no Twitter.

Avião Sukhoi Su-22 sírio sobreviveu após o impacto de um míssil | Reprodução Twitter

De acordo com o especialista militar russo Yuri Lyamin, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta, o avião foi atacado a partir de um sistema antiaéreo portátil.

"Se o avião sofreu realmente danos, então, de acordo com informações de fontes pro-governamentais não oficiais, o piloto conseguiu chegar à base aérea e aterrissar ali com segurança", destacou o especialista militar.

Reprodução Twitter

Aeronaves Su-22 de várias modificações permanecem o avião de ataque principal da Força Aérea da Síria. No começo do conflito armado neste país árabe, havia cerca de 50 aeronaves deste tipo. Atualmente permanecem cerca de 20.

Estes caças-bombardeiros com asas de geometria variável podem transportar vários tipos de armamento com o peso total de até 3.800 quilogramas e também dois canhões de 30 mm.

O avião pode voar a partir do solo a velocidades de até 1.350 km/h e até 2.230 km/h em grande altitude. O raio de combate é de cerca de 600 quilômetros.

Avião PT 19B Fairchild - FAB - GIIC

Avião PT 19B Fairchild - FAB - GIIC

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas