Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

Exercício regional que aborda o tema Defesa Química envolve países da América Latina e do Caribe

No período de 3 a 7 de junho, ocorreu o Exercício Regional em Assistência e Proteção para Estados Partes da América Latina e Caribe (EXBRALC 2019), cujo objetivo foi consolidar os conhecimentos adquiridos nos ciclos anteriores de aprendizagem sobre o tema de Defesa Química.


Agência Verde Oliva | DefesaNet

A abertura do evento reuniu autoridades e representantes de agências de resposta a emergências químicas, de defesa civil ou de segurança do Brasil e de países da América Latina e do Caribe.


O 1° Batalhão de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (1º Btl DQBRN) participou da atividade por meio de instruções, exposição de materiais e apoio nas atividades práticas de atendimento a emergências envolvendo produto químico. Com isso, pôde demonstrar o conhecimento técnico-profissional de seus recursos humanos e suas capacidades em operar equipamentos especializados de última geração existentes na organização militar, de acordo com a doutrina preconizada pelo Exército Brasileiro.

A atividade materializou o compromisso firmado pelos Ministérios da Defesa, das Relações Exteriores e da Ciência Tecnologia, Inovação e Comunicações com a Organização para Proibição de Armas Químicas (OPAQ), no sentido de capacitar recursos humanos na área de assistência e proteção em resposta a emergências químicas.

Participaram do Exercício militares das Forças Armadas e das Forças Auxiliares, alem de civis dos seguintes países: Argentina, Belize, Bolívia, Brasil, Chile, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Espanha, Equador, Guatemala, Honduras, Luxemburgo, México, Panamá e Peru.

Brevê Emborrachado Guerra Química - Mundo do militar

Brevê Emborrachado Guerra Química - Mundo do militar

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas