Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

Sistema russo que protege Crimeia é um 'assassino de navios', afirma jornal dos EUA

Durante a Guerra Fria, quando a península da Crimeia fazia parte da União Soviética, as autoridades desenvolveram o sistema de defesa antinavio chamado Objeto 100, ou Utyos (Falésia), que disparava misseis considerados como verdadeiros assassinos de navios, diz o jornalista Michael Peck.


Sputnik

"Como irão responder os EUA e a OTAN?", pergunta o autor no seu artigo no The National Interest.

Resultado de imagem para Utyos
4K44 Utyos | Reprodução

Desenvolvidos para sobreviver uma explosão nuclear, os sistemas Utyos não conseguiram resistir às consequências políticas ocorridas após o desmoronamento da União Soviética.

Quando a URSS deixou de existir, estes sistemas acabaram por se degradar no território da Ucrânia. A restauração começou apenas depois de a península da Crimeia ter se reunificado com a Rússia.

Um jornalista da agência Reuters, que visitou a Crimeia em 2016, assegurou ter visto 18 instalações militares renovadas, entre elas bases navais, estações de radar, aeródromos e bunkers para sistemas Utyos.

O diretor executivo da Associação de Investigação e Produção de Construção de Maquinaria, Aleksandr Leonov, disse que a renovação dos sistemas foi "um trabalho difícil", embora a empresa tenha cumprido a tarefa que lhe foi atribuída "a tempo e com êxito".

Peck salienta que a Rússia, e anteriormente a União Soviética, tem usado durante muito tempo mísseis baseados em terra para defender a sua costa.

Para um país com a enorme linha costeira que se estende pelo território de dois continentes, a defesa do litoral é uma solução mais barata que a construção de uma enorme armada.

"O reforço da defesa costeira da Crimeia acalma as preocupações da Rússia sobre uma possível invasão anfíbia que os países do Ocidente poderiam lançar a partir do mar Negro e destaca a determinação de Moscou para defender a Crimeia como parte do seu território", disse Michael Peck.

Mini Projetor Led Profissional Uc46 1200 Lumens até 130 polegadas - Lotus

Mini Projetor Led Profissional Uc46 1200 Lumens até 130 polegadas - Lotus

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas