Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

Submarino chinês e o porta aviôes americano num impasse

Base militar

Um submarino chinês acompanhou um porta aviões americano por 28 horas no estreito de Taiwan em novembro, enquanto o navio americano lançava uma aeronave como contingência para qualquer tipo de de situação crítica, de acordo com a edição desta terça-feira do jornal China Times de Taiwan.

Segundo o artigo, o submarino da classe Song operava a sudeste da ilha de Taiwan no dia 23 de novembro e acompanhou o USS Kitty Hawk, após este adentrar o Estreito ao retornar para sua base em Yokosuka no Japão, após a China ter lhe negado permissão uma parada prevista com longa antecipação no porto de Hong Kong.

O Kitty Hawk observou o submarino chinês, e após uma aeronave de patrulha anti-submarino americana ter confirmado que o submarino acompanhava o passo do porta-aviões americano ao reduzir a velocidade e até parar, o navio americano lançou uma aeronave para monitorar qualquer comportamento agressivo de parte da Marinha Chinesa.

Esta foi a primeira confrontação militar direta entre as forças navais das duas nações no estreito de Taiwan desde 1996, quando os Estados Unidos enviaram dois porta-aviões para aquelas águas tensas onde a China conduzia uma série de testes de mísseis, disse a matéria.

Uma fonte militar taiwanesa disse àquele jornal que a Marinha Chinesa esta intensificando suas atividades nas águas a leste de Taiwan numa tentativa de "fazer do Estreito de Taiwan uma passagem marítima chinesa."

Comentários

Anônimo disse…
Quando a China resolver reincorporar a ilha rebelde de Taiwan a seu territorio, os EUA apenas poderão observar, o poderio militar chinês, cresce a cada dia.
jose neto disse…
quando a china resolver enfrentar um aliado Americano eles vao ver o tamanho do porrete do Tio San....
jose neto disse…
quando a china resolver enfrentar um aliado Americano eles vao ver o tamanho do porrete do Tio San....

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas