Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

OTAN aprova saída das tropas do Afeganistão entre 2011 e 2014

Opera Mundi / EFE

A OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) aprovou na reunião de cúpula neste sábado (20/11), em Lisboa, o plano de retirada progressiva das tropas internacionais do Afeganistão, que começará no primeiro semestre de 2011 e deve terminar até o final de 2014, informou o secretário-geral da organização, Anders Fogh Rasmussen.

Mais cedo, a cúpula da aliança já tinha aprovado a transição de controle da segurança no Afeganistão para o início de 2011. Rasmussen afirmou que o processo de transição no Afeganistão será iniciado "no começo do próximo ano".


Rasmussen disse que o Afeganistão é de "importância estratégica" para todo mundo e que a retirada não significa o final do "compromisso" da OTAN com o país asiático.


O processo será iniciado em 2011 com a entrega do controle da segurança às autoridades afegãs nos distritos considerados mais seguros, o que permitirá iniciar a retirada progressiva dos 131 mil soldados estrangeiros. A OTAN prevê concluir a transferência até o fim de 2014, mas adverte que, mesmo depois desse prazo, ainda haverá forças estrangeiras em território afegão, executando trabalhos de "apoio e treinamento" das tropas locais.


O Afeganistão está ocupado pelos militares ocidentais desde 2001, quando foi invadido em uma operação liderada pelos Estados Unidos, então sob a presidência de George W. Bush, como "retaliação" aos atentados de 11 de setembro. Na época, alegava-se que o líder da rede terrorista Al-Qaeda, Osama bin Laden, estaria sendo abrigado pelo regime do grupo fundamentalista afegão Talibã, mas ele nunca foi encontrado.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas