Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Daesh lança 'principal' nova ofensiva em direção a Palmira

O grupo terrorista já capturou e posteriormente perdeu a antiga cidade síria na província de Homs em duas ocasiões, em que as forças sírias foram auxiliadas pelo apoio aéreo russo em 2016 e 2017.


Sputnik

Uma fonte militar síria em Homs disse ao site de notícias Al-Masdar News que o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países) lançou uma importante ofensiva na manhã da quarta-feira (30).

Soldados do Exército da Síria dirigem através do Arco do Triunfo da cidade histórica de Palmira, em Homs, Síria (imagem de arquivo)
Militares sírios em Palmira © REUTERS / Omar Sanadiki

De acordo com a fonte, o grupo terrorista está tentando sair de um grande bolsão na área de Badiya, região desértica síria, e atacou posições do exército da Síria a leste da estação de petróleo T-3 — principal estação de extração de petróleo bruto, localizada perto da cidade de Palmira. Militantes supostamente atacaram posições sírias na área de Hamimah, antigo bastião do Daesh.

Comunica-se que o Daesh continua sua ofensiva, embora nenhum ganho ou perda territorial tenha sido relatado por nenhum dos lados.

Primeiramente, o grupo terrorista conquistou Palmira em maio de 2015, aterrorizando a comunidade mundial com detonação de dezenas de obras históricas e abertura de campo de execução no Teatro Romano da cidade.

As forças da Síria, auxiliadas pela aviação russa, libertaram a cidade em março de 2016, mas a remoção de outras frentes sem querer permitiu ao Daesh recuperá-la em dezembro de 2016. Ao lançar nova ofensiva, as forças sírias e o poder aéreo russo recuperaram a cidade em março de 2017. Sapadores russos foram mobilizados para o Patrimônio Mundial da UNESCO no mesmo ano, limpando milhares de hectares de minas e dispositivos explosivos improvisados.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas