Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Foi F-35 israelense que causou falha no sistema de defesa antiaérea da Síria?

O caça israelense F-35I Adir poderia ter causado uma falha no sistema de defesa antiaérea da Síria em abril de 2018, acredita Joseph Trevithick, autor do artigo do jornal norte-americano The War Zone.


Sputnik

"Provavelmente o F-35 tenha interferido nos instrumentos radioeletrônicos inimigos com seu potente sistema maciço de vigilância para coletar dados dos radares e outras unidades do sistema de defesa antiaérea", escreveu.

Caça F-35 Lightning II da Força Aérea de Israel se apresenta durante show aéreo na cerimônia de formatura dos pilotos na base de Hatzerim, perto da cidade de Berseba, 27 de dezembro de 2017
F-35 Lightining II israelense © AFP 2018 / JACK GUEZ

Na noite de 17 de abril, o sistema de defesa antiaérea da Síria foi acionado. Ao mesmo tempo, a mídia local se apressou em informar que o sistema de defesa antiaérea sírio repeliu um ataque com mísseis contra a base de Shayrat na província de Homs.

Posteriormente, foi comunicado que na verdade não houve nenhum ataque. A falha, segundo Damasco, aconteceu em decorrência de um "ataque eletrônico conjunto" dos EUA e Israel. Simultaneamente, a Síria observou que os especialistas russos haviam resolvido o incidente. Os Estados Unidos e Israel negaram a participação em qualquer ataque radioeletônico.

Em maio, o comandante da Força Aérea de Israel, Amikam Norkin, anunciou que Israel é o primeiro país na história a usar caças de quinta geração Lockheed Martin F-35 Lightning II em combate.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas