Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Fragata russa joga de gato e rato com porta-aviões norte-americano (VÍDEO)

O porta-aviões USS Harry S. Truman, que lidera um grupo de ataque naval dos EUA no Mediterrâneo, está sendo escoltado pelo navio-patrulha russo Yaroslav Mudry.


Sputnik

Segundo as imagens publicadas pelo canal de televisão britânico ITV, a fragata russa é totalmente visível a partir do porta-aviões. Os jornalistas também ouviram as conversas de rádio entre os tripulantes dos dois navios que, de acordo com os norte-americanos, sucedem regularmente.


O navio de patrulha russo Yaroslav Mudry
Navio-patrulha russo Yaroslav Mudry © Sputnik / Igor Zarembo

O ITV lembrou que, em 2016, quando o USS Harry Truman também estava na parte oriental do Mediterrâneo, o destróier USS Gravely (DDG-107), que integrava seu grupo de ataque, se aproximou perigosamente do Yaroslav Mudry, cruzando sua rota a uma distância perigosa. O Ministério da Defesa da Rússia declarou que o destróier USS Gravely violou as regras internacionais de prevenção de colisões de navios. Desta vez, tudo aconteceu educadamente e sem problemas.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas