Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Qual é o melhor? Revista dos EUA compara caças de 5ª geração Su-57 russo e J-20 chinês

A revista norte-americana The National Interest comparou os caças de quinta geração – o russo Su-57 e o chinês Chengdu J-20.


Sputnik

O autor da matéria, Dave Majumdar, destacou a manobrabilidade do caça russo, enquanto a principal vantagem da aeronave chinesa são suas características furtivas, segundo ele.

Caça russo Su-57
Sukhoi Su-57 © Foto: Russia's Ministry of Defence

De acordo com a revista, em termos de manobrabilidade o Su-57 ultrapassa o Chengdu J-20, mesmo ainda equipado com o "motor de primeira fase" (Product 117), mais antigo. Quando o caça russo for dotado de um motor mais avançado, desenvolvido especificamente para aviões de quinta geração (Product 30), suas capacidades poderão se comparar com as do F-22.

Entretanto, segundo a matéria, se o caça chinês for equipado com um motor mais avançado, sua manobrabilidade será comparável com a do Su-57.

Por outro lado, o Chengdu J-20 ultrapassa o caça russo em termos de furtividade. Neste sentido, a aeronave chinesa é comparável com os F-22 e F-35.

"É que os russos e os chineses têm diferentes exigências e prioridades de design, o que os levou a compromissos diferentes no que se refere a caças de quinta geração", concluiu Majumdar.

Enquanto isso, o analista e piloto militar russo Vladimir Popov disse que, no que se refere à prioridades na construção do caça Su-57, os russos não atribuem à furtividade o primeiro lugar.

"Nós colocamos essa característica [furtividade] em segundo ou terceiro lugar. Para nós, o importante é a alta manobrabilidade, a redução de custos de fabricação e manutenção, a simplicidade, e depois todo o resto", disse.

Comentários

Postagens mais visitadas