Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Unicef anuncia libertação de mais de 200 crianças-soldado do Sudão do Sul

Agência espera que 1 mil menores sejam libertados de grupos armados este ano; cerca de 19 mil crianças continuam em fileiras de forças e grupos armados no mais novo país do mundo.


Eleutério Guevane | ONU

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, considera o “início de uma longa jornada de reintegração” a soltura de 210 crianças-soldado, que decorreu na quinta-feira em Pibor, no Sudão do Sul.

Unicef quer promover o acesso das crianças recém-libertadas a ações educativas | Unicef/Marinetta Peru

O representante da agência no país, Mahimbo Mdoe, destacou que esses menores “precisarão de muito apoio em sua caminhada”.

Meninas

A maioria dos integrantes do grupo, que inclui três meninas, serviu no Spla da Oposição. Oito crianças estiveram ligadas à Frente Nacional de Salvação, NSF.

Com a cerimónia, que foi a terceira do tipo realizada este ano, sobre para 802 o total de crianças libertadas em 2018. A agência espera retirar cerca de 1 mil crianças com eventos esperados nos próximos meses.

Para Mahimbo Mdoe, “todas as vezes em que uma criança é libertada e pode retornar à sua família é fonte de grande esperança, tanto para o seu futuro como para o futuro do país”.

Reintegração

Durante o evento, as crianças foram formalmente desarmadas e receberam roupa civil. Além de passar por exames médicos, elas terão aconselhamento e apoio psicossocial como parte do programa de reintegração do Unicef e seus parceiros.

Após serem reunidas às suas famílias, elas terão direito a três meses de assistência alimentar e treino vocacional para aumentar a renda familiar e a segurança alimentar.

A agência da ONU vai promover o acesso das crianças recém-libertadas a ações educativas próprias para sua idade.

Cerca de 19 mil crianças servem em fileiras de forças e grupos armados no Sudão do Sul.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas