Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Assad diz que travar agora um diálogo com EUA seria 'perda de tempo'

Hoje (22), o presidente sírio Bashar Assad declarou que não espera mudanças na política exterior estadunidense em um futuro breve.


Sputnik

"Não acreditamos que a política dos EUA mude em um futuro breve. Isso [as negociações com Washington] é uma perda de tempo", disse o líder do país árabe em uma entrevista ao canal de TV russo NTV.

Presidente sírio Bashar Assad fala ao grupo de correspondentes belgas (foto de arquivo)
Bashar Assad em entrevista a jornalistas belgas © REUTERS / SANA/Handout

Além disso, Assad assegurou que por enquanto um seu encontro com o presidente dos EUA, Donald Trump, seria uma simples perda de tempo.

"O problema com os presidentes norte-americanos consiste em que eles são reféns de lobistas", disse ele respondendo à pergunta sobre a viabilidade de tal reunião e se ele estaria disposto a realizá-la.

"Eles [líderes norte-americanos] podem te dizer aquilo que você quer ouvir, mas fazem o contrário. Este é o problema. E aí vai piorando cada vez mais. Trump é um exemplo gritante disso. Por isso, falar com os norte-americanos agora, discutir algo com eles — não seve para nada, não haverá quaisquer resultados — é uma simples perda de tempo", destacou.

Ele adiantou, além disso, que não vê necessidade em negociar com os EUA apenas por eles serem um grande ator no palco internacional.

"Não planejamos falar com os norte-americanos simplesmente por eles serem os norte-americanos. Estamos dispostos a falar com quem quer que seja, com quem possamos alcançar um resultado", explicou.

Comunica-se que o fragmento da entrevista, que ainda não saiu no ar, foi divulgado nesta sexta-feira (22) pela assessoria de imprensa do presidente no seu canal oficial do Telegram.

Comentários

Postagens mais visitadas