Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Brasileiro é acusado por envolvimento em roubo de armas de quartel na Bolívia

Um brasileiro foi acusado pela Ministério Público da Bolívia de ter envolvimento em um assalto a uma base militar do país na fronteira com o Brasil.


EFE

La Paz - Odélio Becerra da Costa foi preso na segunda-feira em um bairro da cidade de Cobija, principal cidade do departamento de Pando, que faz fronteira com o Brasil. Ontem, segundo o Ministério Público, ele foi acusado pelos promotora Patricia Romero pelos crimes de roubo agravado de armamento e munição militar.

Pistola em foto de 2017. EFE/ Luca Piergiovanni
Pistola em foto de 2017. EFE/ Luca Piergiovanni

"Ele portava uma arma de fogo da Taurus, calibre 9mm, com um número de série TBV07752 (propriedade das Forças Armadas), com seu respectivo carregador", afirmou a promotora.

No último sábado, um grupo de dez bandidos, entre eles brasileiros e bolivianos, assaltaram o posto militar Bruno Racua, em Povernir, a 39 quilômetros de Cobija. Na ação, os assaltantes levaram nove fuzis AK-47, cinco pistolas, carregadores e munição.

Alguns soldados bolivianos foram feridos no ataque. Um deles levou um tiro no rosto, mas não corre risco de morrer.

O governo da Bolívia reforçou o departamento com a presença das tropas de elite da Polícia e do Exército. Além disso, investigadores foram enviados para a região para apurar o crime.

O ministro de Defesa da Bolívia, Javier Zavaleta, afirmou que os bandidos seriam parte do Comando Vermelho (CV). No entanto, o ministro de Governo, Carlos Romero, não confirmou a hipótese.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas