Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Brasileiro é acusado por envolvimento em roubo de armas de quartel na Bolívia

Um brasileiro foi acusado pela Ministério Público da Bolívia de ter envolvimento em um assalto a uma base militar do país na fronteira com o Brasil.


EFE

La Paz - Odélio Becerra da Costa foi preso na segunda-feira em um bairro da cidade de Cobija, principal cidade do departamento de Pando, que faz fronteira com o Brasil. Ontem, segundo o Ministério Público, ele foi acusado pelos promotora Patricia Romero pelos crimes de roubo agravado de armamento e munição militar.

Pistola em foto de 2017. EFE/ Luca Piergiovanni
Pistola em foto de 2017. EFE/ Luca Piergiovanni

"Ele portava uma arma de fogo da Taurus, calibre 9mm, com um número de série TBV07752 (propriedade das Forças Armadas), com seu respectivo carregador", afirmou a promotora.

No último sábado, um grupo de dez bandidos, entre eles brasileiros e bolivianos, assaltaram o posto militar Bruno Racua, em Povernir, a 39 quilômetros de Cobija. Na ação, os assaltantes levaram nove fuzis AK-47, cinco pistolas, carregadores e munição.

Alguns soldados bolivianos foram feridos no ataque. Um deles levou um tiro no rosto, mas não corre risco de morrer.

O governo da Bolívia reforçou o departamento com a presença das tropas de elite da Polícia e do Exército. Além disso, investigadores foram enviados para a região para apurar o crime.

O ministro de Defesa da Bolívia, Javier Zavaleta, afirmou que os bandidos seriam parte do Comando Vermelho (CV). No entanto, o ministro de Governo, Carlos Romero, não confirmou a hipótese.

Comentários

Postagens mais visitadas