Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

Coalizão liderada pela Arábia Saudita teria entrado no principal aeroporto do Iêmen

Os militares iemenitas apoiados pela coalizão liderada pela Arábia Saudita lançaram em 13 de junho uma ofensiva para conquistar o aeroporto de Hodeidah aos houthis depois dos rebeldes xiitas terem fracassado em responder à proposta do governo de se retirar da cidade portuária para resolver o conflito pacificamente.


Sputnik

De acordo com a agência de notícias Reuters citando a assessoria de imprensa da coalizão, as forças da aliança árabe tomaram o controle do aeroporto-chave de Hodeidah.


Soldados estão em um tanque da coalizão liderada pela Arábia Saudita, na periferia da cidade portuária de Aden, no sul do Iêmen.
Tropas da Arábia Saudita no Iêmen © AFP 2018 / Saleh Al-Obeidi

A assessoria de imprensa disse no seu Twitter que, depois de a coalizão liderada pela Arábia Saudita ter entrado no aeroporto, as equipes de desminagem chegaram ao local.

Na quarta-feira (13), as forças iemenitas apoiadas pela coalizão lançaram uma ofensiva para conquistar o aeroporto e a área ao redor aos rebeldes xiitas iemenitas depois de os houthis terem fracassado responder à proposta do governo de se retirar da cidade portuária para resolver o conflito pacificamente.

Em meio aos confrontos, várias organizações internacionais e grupos de direitos humanos, apelaram às partes em conflito iemenitas para reduzir as hostilidades na cidade.

A cidade de Hodeidah é uma das áreas mais densamente povoadas do Iêmen, e o seu porto é vital para o fornecimento de ajuda humanitária a este país do Oriente Médio devastado pelo conflito entre o governo e os rebeldes houthis.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas