Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Exército sírio progride em ofensiva antiterrorista no sul do país

Com potente fogo de artilharia, o Exército sírio conseguiu hoje maiores avanços em sua luta contra grupos terroristas em territórios da capital da província de Deraa, no sul deste país árabe.


Prensa Latina
Damasco - De acordo com uma fonte miliar, unidades da Quarta divisão das tropas governamentais dispararam mais de 40 mísseis de seus lançadores Golã 1000, contra posições das formações extremistas Harar Tharir al-Sham e o Exército sírio Livre.

Resultado de imagem para exercito sirio
Militares sírios | Reprodução

Nas operações contra concentrações e esconderijos de radicais, as tropas causaram a morte de dezenas de extremistas e destruíram vários veículos equipados com metralhadoras e plataformas de lançamento de foguetes.

A forte ofensiva teve como protagonistas principais a Quarta Divisão, a Guarda Republicana e as denominadas Forças Tigre, estas últimas empreendidas no campo nordeste de Deraa, difundiu a publicação Al-Masdar News.

Nesta campanha no sul da Síria também tomou parte a aviação de combate da Rússia, que lançou neste fim de semana dezenas de bombardeios contra as posições das brigadas de terroristas em Deraa.

Anteriormente, forças governamentais sírias libertaram sete povoados na zona de Lajat, nos limites administrativos das províncias de Deraa e Sweida, no sul do país.

Entre os povoados libertados encontram-se Mleha Gharbieh e Buser Harir, outrora considerados feudos dos grupos extremistas.

Segundo difundiu o portal sírio Muraselon, que cita as fontes militares, o exército conseguiu esse importante êxito em Lajat, nordeste de Deraa, mediante fortes bombardeios com artilharia e a aviação.

Além dos combates em Deraa (sudoeste), nas últimas horas registraram-se combates armados entre as tropas leais a Damasco e agrupamentos radicais no norte da central província de Hama, localizada a 210 quilômetros ao norte de Damasco.

Depois que os extremistas atacaram postos militares na aldeia de Ziblin, os efetivos das tropas regulares e forças populares aliadas responderam à investida com bombardeios que destruíram veículos blindados, dotados de metralhadoras pesadas, difundiu a Agência de Notícias Sana.

Uma vez que termine a atual campanha militar no sul deste país árabe, as ações bélicas do exército poderão se realizar em zonas nortenhas como Idlib, onde se concentram vários agrupamentos terroristas, entre eles, a Frente al-Nusra.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas