Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Extremistas estariam preparando provocação contra Rússia na Síria

Moradores da província síria de Idlib comunicaram que os radicais da zona estão preparando uma provocação com a utilização de encenações, comunicou o Centro Russo de Reconciliação.


Sputnik

De acordo com as informações do centro, obtidas por comunicação telefônica, a provocação está sendo planejada por combatentes do grupo Frente Al-Nusra (proibido na Rússia e em vários outros países).

Consequências dos ataques aéreos na cidade síria de Idlib (foto de arquivo)
Idlib, Síria © REUTERS / Ammar Abdullah

Segundo relataram moradores locais, nesta sexta-feira (22), na província foram avistados operadores de uma agência de notícias do Oriente Médio.

"Junto com terroristas da Frente al-Nusta este grupo se envolveu em filmagem de encenações de evacuação de civis por combatentes […], bem como de 'recuperação' por terroristas de infraestruturas civis, alegadamente destruídas no resultado de ataques da aviação russa e síria", detalharam os militares russos.

Na qualidade de "provas", os radicais estariam planejando demonstrar casas, que na verdade foram destruídas durante os confrontos entre grupos terroristas.

Os moradores que comunicaram as informações se disseram estar receando que as encenações sejam amplamente difundidas na mídia ocidental, virando motivo para "novas acusações contra a Rússia", se lê no comunicado do centro russo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas