Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Forças do Iêmen matam 123 e capturam 160 mercenários de coalizão liderados pela Arábia Saudita

Dois caminhões cheios dos corpos dos mercenários da coalizão saudita e liderada pelos Emirados Árabes Unidos chegaram no sul da cidade portuária de Aden no domingo, segundo o site de notícias do Yemenipress.


Pars Today

Os corpos eram dos combatentes mercenários que haviam sido contratados pela coalizão saudita e liderada pelos Emirados Árabes Unidos nas províncias do sul do Iêmen, acrescentou a Yemnipress.

Forças do Iêmen matam 123 e capturam 160 mercenários de coalizão liderados pela Arábia Saudita

O Ministério da Defesa do Iêmen já havia anunciado no sábado que em confrontos entre forças iemenitas compostas pelo exército e forças populares, e as forças de coalizão lideradas pelos EAU e pelos Emirados Árabes Unidos, mais de 500 mercenários da coalizão foram mortos e feridos no local. Frente da Costa Oeste.

As forças navais do Iêmen anunciaram na sexta-feira que um míssil Tochka foi disparado nas posições das forças mercenárias da coalizão saudita e dos EAU, matando dezenas de suas tropas.

Ali al-Emad, membro do departamento político do movimento Ansarullah, disse à TV de al-Mayadeen, ontem, que as forças iemenitas mataram 160 combatentes mercenários nas lutas no sábado.

Além disso, Mohammad al-Bakhiti, outro membro do departamento político do movimento Ansarullah, disse a al-Mayadeen que as forças iemenitas haviam apreendido um barco francês perto da costa de Hudaida no final do mês de jejum do Ramadã, citando o jornal francês "Figaro". que as forças especiais francesas estão ajudando os agressores sauditas-emirados no ataque a Hudaida.

Segundo outros relatos, as forças iemenitas cercaram as forças da coalizão liderada pela Arábia por dois dias e o mar é a única maneira de escapar.

A coalizão saudita e liderada pelos Emirados Árabes Unidos lançou sua operação apelidada de "Vitória Dourada" para capturar a cidade portuária de Hudaida nesta terça-feira, sob o risco de exacerbar a maior crise humanitária do mundo no Iêmen.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas