Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Guterres pede fim imediato da escalada militar no sudoeste da Síria

Em comunicado divulgado pelo seu porta-voz, secretário-geral da ONU destaca que ataques recentes causaram o desalojamento de milhares de civis, sendo que a maioria segue para a fronteira com a Jordânia.


ONU

O secretário-geral da ONU está muito preocupado com a recente escalada militar no sudoeste da Síria. Ataques em terra e bombardeios aéreos resultaram no deslocamento de milhares de civis, sendo que a maioria segue em direção à fronteira com a Jordânia.

Chefe da ONU já esteve com refugiados em Zatari, na Jordânia.
Chefe da ONU já esteve com refugiados em Zatari, na Jordânia | Foto: ONU/Sahem Rababah

Em um comunicado divulgado pelo seu porta-voz na noite desta sexta-feira, António Guterres afirma que essas ofensivas causam grandes riscos para a segurança da região.

Fragilidade

Segundo Guterres, a situação dos civis do sul da Síria já é frágil, por isso ele pede o fim imediato da escalada militar e faz um apelo aos lados envolvidos no conflito para que respeitem os civis.

O chefe da ONU lembra que acordos de cessar-fogo levaram uma relativa calma ao sudoeste da Síria no último ano e faz um apelo por contenção da violência.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas