Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

Guterres pede fim imediato da escalada militar no sudoeste da Síria

Em comunicado divulgado pelo seu porta-voz, secretário-geral da ONU destaca que ataques recentes causaram o desalojamento de milhares de civis, sendo que a maioria segue para a fronteira com a Jordânia.


ONU

O secretário-geral da ONU está muito preocupado com a recente escalada militar no sudoeste da Síria. Ataques em terra e bombardeios aéreos resultaram no deslocamento de milhares de civis, sendo que a maioria segue em direção à fronteira com a Jordânia.

Chefe da ONU já esteve com refugiados em Zatari, na Jordânia.
Chefe da ONU já esteve com refugiados em Zatari, na Jordânia | Foto: ONU/Sahem Rababah

Em um comunicado divulgado pelo seu porta-voz na noite desta sexta-feira, António Guterres afirma que essas ofensivas causam grandes riscos para a segurança da região.

Fragilidade

Segundo Guterres, a situação dos civis do sul da Síria já é frágil, por isso ele pede o fim imediato da escalada militar e faz um apelo aos lados envolvidos no conflito para que respeitem os civis.

O chefe da ONU lembra que acordos de cessar-fogo levaram uma relativa calma ao sudoeste da Síria no último ano e faz um apelo por contenção da violência.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas