Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Israel teria lançado míssil Patriot contra Síria

As Forças de Defesa de Israel lançaram um míssil Patriot em direção ao espaço aéreo da Síria, informou no domingo (24) o diário Haaretz.


Sputnik

As Forças de Defesa israelenses (IDF) disseram ter disparado um míssil Patriot em direção ao espaço aéreo sírio, para deter um drone que se aproximava vindo da Síria. Entretanto, o exército não especificou o tipo do drone.


Bateria de mísseis terra-ar Patriot no norte de Israel
Bateria de mísseis Patriot no norte de Israel © AFP 2018 / JACK GUEZ

"O míssil Patriot foi lançado contra um veículo aéreo não tripulado que se aproximava vindo da Síria. Como resultado, o drone se desviou da fronteira sem ter sido atingido", diz-se no comunicado de imprensa das Forças de Defesa de Israel.

"Não vamos permitir a violação da nossa soberania aérea", declararam as IDF, comentando o ataque.

De acordo com a mídia, as razões do ataque por enquanto são desconhecidas.

O Haaretz relata que, antes do lançamento, os habitantes da Alta Galileia no norte de Israel relataram uma explosão e uma trilha de fumaça, que teriam visto no céu.

No entanto, não foi possível confirmar imediatamente a autenticidade do vídeo que mostra essa fumaça.

A parte síria ainda não comentou o incidente. Durante o fim de semana, as forças governamentais sírias e as tropas dos aliados intensificaram a operação militar nas áreas controladas pelos militantes perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas