Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Gorbachov chama EUA para retomar diálogo com a Rússia sobre armas nucleares

O último presidente da União Soviética, Mikhail Gorbachov, pediu que os Estados Unidos retomem um "diálogo sério" com a Rússia sobre o problema das armas nucleares e alertou contra as "perigosas tendências destrutivas" na política mundial, em artigo publicado nesta quarta-feira no jornal "Vedomosti".
EFE

Moscou - Após constatar uma ruptura da comunicação entre Moscou e Washington, o ex-líder soviético se dirigiu em particular aos congressistas americanos para pedir que deixem de lado suas diferenças partidárias para facilitar um "diálogo sério" entre ambos os países.


"Estou convencido de que a Rússia está preparada (para o diálogo)", ressaltou Gorbachov, que manifestou preocupação com a suspensão, primeiro pelos EUA e depois pela Rússia, do Tratado de Eliminação dos Mísseis de Médio e Curto Alcance (INF), que ele assinou em 1987 com o então presidente americano, Ronald Reagan.

Gorbachov apontou que por trás da decisão de Washington de deix…

Itália desloca forças para base norte-americana na Síria, diz mídia

A Itália enviou suas tropas ao leste da Síria, à província de Deir ez-Zor, onde também se encontram militares dos EUA para apoiar as Forças Democráticas da Síria (FDS), informou a agência turca Anadolu.


Sputnik

De acordo com as fontes da agência, que ficaram no anonimato por razões de segurança, as forças italianas foram enviadas à Síria há uma semana, provenientes do Iraque, da zona fronteiriça com Deir ez-Zor.


Soldados italianos
Militares italianos © AFP 2018 / Aref KARIMI

As tropas italianas foram implantadas na base norte-americana, instalada sem autorização de Damasco na região de Al-Omar, rica em campos de petróleo.

O número exato de soldados italianos na Síria permanece desconhecido no momento. Segundo a Anadolu, entre eles estão assessores militares que já ajudaram as forças norte-americanas e francesas em outras operações na Síria.

Até agora, os militares italianos não participaram em nenhuma operação militar, destaca a agência turca.

O grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia) tomou os campos de petróleo e gás em Deir ez-Zor em abril de 2014. A venda de hidrocarbonetos se tornou uma das principais fontes de renda do grupo. No entanto, em outubro de 2017, as milícias curdas aliadas aos EUA se apoderaram do campo de petróleo de Al-Omar, tendo Washington em março de 2018 estabelecido aí sua base militar.

Os poços de Al-Omar produziam até 30 mil barris de petróleo cru diariamente antes do início do conflito em 2011.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas