Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Militares ucranianos teriam usado em Donbass sistema de reconhecimento dos EUA

Na região de Donbass os militares ucranianos testaram o sistema de reconhecimento Rembass-2, comunicou neste sábado (17) a Agência de Notícias de Donetsk, citando o chefe do serviço de imprensa das Forças Armadas da República Popular de Donetsk (DNR), Daniil Beznosov.


Sputnik

De acordo com ele, no dia 15 de junho, os militares ucranianos abriram fogo contra o povoado de Zaitsevo. Durante o ataque foram efetuados "testes do sistema de reconhecimento Rembass-2 entregue por representantes dos EUA", acrescentou Beznosov.

Instrutores americanos em Donbass
Militares dos EUA em Donbass © AP Photo / Aleksandr Shulman

Como resultado do ataque ucraniano ficou ferida uma moradora local nascida em 1937.

De acordo com a edição, o sistema Rembass-2 foi adotado ao serviço dos EUA no final da década de 90.

O sistema foi projetado para detectar objetivos se movendo de forma dissimulada, bem como para localizá-los. O sistema permite reconhecer uma figura humana a uma distância de até 75 metros, sendo capaz de reconhecer armamento e equipamento militar a uma distância de até 350 metros.

Anteriormente, o porta-voz da República Popular de Lugansk (LNR), Andrei Marochko, comunicou sobre a chegada de instrutores norte-americanos à linha de contato em Donbass para treinar militares ucranianos.

De acordo com dados da milícia, os instrutores chegaram à região para lecionar um curso de medicina militar e treinar franco-atiradores da 72ª brigada das Forças Armadas da Ucrânia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas