Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Noruega tenciona aumentar presença militar dos EUA no seu território

As autoridades da Noruega tencionam prolongar o programa de cooperação militar com os EUA e dobrar o número de fuzileiros navais estadunidenses que se encontram no país nórdico, deslocando-os para perto da fronteira com a Rússia.


Sputnik

O Ministério da Defesa norueguês anunciou que pretende prolongar o programa de cooperação militar com os Estados Unidos por mais cinco anos. No início de 2017, no âmbito deste programa, 330 fuzileiros navais da Marinha norte-americana foram deslocados para o oeste do país.

Fuzileiros navais dos EUA na Noruega participam dos exercícios Cold Response
Fuzileiros navais dos EUA na Noruega | CC0 / Departamento de Defesa dos EUA

"Para intensificar diálogo com a parte estadunidense, planejamos acolher até 700 militares, que ficarão deslocados em Vernes, na província de Trondelag e em Setermoen, na província de Troms", diz o comunicado do ministério.

De acordo com o governo norueguês, os territórios do Norte são uma base excelente para realizar treinamentos conjuntos.

Entretanto, vale destacar que a província de Troms se localiza nas proximidades da fronteira com a Rússia.

"A defesa da Noruega depende do apoio de nossos parceiros da OTAN, como se verifica na maioria dos países da Aliança", declarou o ministro da Defesa do reino, Frank Bakke-Jensen.

Comentários

Postagens mais visitadas