Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Noruega tenciona aumentar presença militar dos EUA no seu território

As autoridades da Noruega tencionam prolongar o programa de cooperação militar com os EUA e dobrar o número de fuzileiros navais estadunidenses que se encontram no país nórdico, deslocando-os para perto da fronteira com a Rússia.


Sputnik

O Ministério da Defesa norueguês anunciou que pretende prolongar o programa de cooperação militar com os Estados Unidos por mais cinco anos. No início de 2017, no âmbito deste programa, 330 fuzileiros navais da Marinha norte-americana foram deslocados para o oeste do país.

Fuzileiros navais dos EUA na Noruega participam dos exercícios Cold Response
Fuzileiros navais dos EUA na Noruega | CC0 / Departamento de Defesa dos EUA

"Para intensificar diálogo com a parte estadunidense, planejamos acolher até 700 militares, que ficarão deslocados em Vernes, na província de Trondelag e em Setermoen, na província de Troms", diz o comunicado do ministério.

De acordo com o governo norueguês, os territórios do Norte são uma base excelente para realizar treinamentos conjuntos.

Entretanto, vale destacar que a província de Troms se localiza nas proximidades da fronteira com a Rússia.

"A defesa da Noruega depende do apoio de nossos parceiros da OTAN, como se verifica na maioria dos países da Aliança", declarou o ministro da Defesa do reino, Frank Bakke-Jensen.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas