Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Pentágono suspende indefinidamente exercícios de treinamento com Coreia do Sul

Porta-voz do Pentágono diz que medida 'apoia' resultados do encontro de Donald Trump com Kim Jong-un em Singapura.


Reuters

Os Estados Unidos e a Coreia do Sul concordaram em suspender indefinidamente dois exercícios de treinamento de intercâmbio, disse o Pentágono nesta sexta-feira (22), após a cúpula realizada mais cedo neste mês entre o presidente Donald Trump e o líder norte-coreano Kim Jong Un.

Soldado sul-coreano durante exercício militar (Foto: AFP)
Soldado sul-coreano durante exercício militar (Foto: AFP)

"Para apoiar a implementação dos resultados da cúpula de Singapura, e em coordenação com nosso aliado República da Coreia, o secretário Mattis indefinidamente suspendeu exercícios selecionados", disse a porta-voz do Pentágono Dana W. White nesta sexta-feira.

"Isso inclui suspender o Freedom Guardian, junto de outros dois outros exercícios de treinamento de intercâmbio da Marinha coreana marcados para acontecer nos próximos três meses", disse White.

A decisão confirma a informação de uma autoridade dos EUA de que a suspensão do planejamento para os exercícios Freedom Guardian ocorreria nos dias seguintes.

No ano passado, 17,5 mil norte-americanos e mais de 50 mil tropas sul-coreanas participaram dos treinamentos Ulchi Freedom Guardian, embora o exercício seja principalmente focado em simulações computadorizadas em vez de exercícios em campo que utilizam armas, tanques ou aeronaves.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas