Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Reino Unido indeciso sobre o upgrade do F-35

O Reino Unido ainda não decidiu se vai atualizar suas aeronaves de combate Lockheed Martin F-35 Lightning II Joint Strike Fighter (JSF) com o novo Sistema de Abertura Distribuída (DAS) anunciado no início do mês.


Reuters | Poder Aéreo
LONDRES (Reuters) – Respondendo a perguntas na Câmara dos Comuns, Guto Bebb, Ministro de Aquisições de Defesa, disse que uma decisão sobre trocar ou não o atual DAS AN/AAQ-37 da Northrop Grumman com um novo sistema a ser desenvolvido pela Raytheon será feita “uma vez que o governo entenda as implicações de tempo e custo ”.

F-35B do Reino Unido
F-35B do Reino Unido

“Como em todas as atualizações, isso será feito como parte do futuro programa de desenvolvimento de capacidades”, disse ele em 19 de junho. “Os custos ainda não foram negociados ou acordados.”

Os comentários de Bebb vieram cinco dias depois de a Lockheed Martin ter anunciado que, a partir da produção do lote 15, em 2023, é necessário mudar o sistema DAS para “aumentar a capacidade e reduzir os custos”.

Este cronograma coincide com o início das entregas da configuração operacional completa do Block 4 (agora conhecida como Continuous Capability Development and Delivery [C2D2]) no início de 2020, que será o primeiro padrão pós-projeto e desenvolvimento de sistema (SDD) e deve ser implementado em incrementos a partir de 2020, com a configuração completa sendo disponibilizada a partir de 2023).

FONTE: IHS Jane’s Defense Weekly

Comentários

Postagens mais visitadas