Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Saab e Damen anunciam parceria para Corvetas Classe Tamandaré

Com o objetivo de atender às necessidades da Marinha do Brasil, a Saab e a Damen Schelde Naval Shipbuilding serão parceiras para participar da concorrência para fornecimento de quatro corvetas da Classe Tamandaré. As empresas são referência no mercado mundial no desenvolvimento de soluções navais.


Poder Naval

A Saab, empresa de origem sueca com mais de 75 anos de experiência no setor de defesa, deve fornecer, caso a proposta dos parceiros seja escolhida pela Marinha do Brasil, o sistema de gerenciamento de combate Saab 9LV, utilizado por marinhas de vários países, conhecido por sua flexibilidade e fácil integração de módulos de terceiros.

SIGMA 10514
Corveta Sigma 10514

A Damen é uma empresa líder em construção naval, com sede na Holanda que já construiu mais de 6 mil embarcações. Mais de 20 marinhas em todo o mundo operam navios produzidos pela Damen. A empresa será responsável pelo fornecimento do navio, um Sigma 10514, um produto já produzido pela empresa, que pode ser adaptado de acordo com as exigências do cliente.

O projeto está propondo uma ampla transferência de tecnologia, além de parcerias com empresas locais, beneficiando a indústria nacional de Defesa do Brasil. Ambas estão prontas para provar à Marinha do Brasil que são parceiras confiáveis de longo prazo, pois isso faz parte da cultura dos negócios dessas empresas.

“A Saab está ansiosa pela parceria com Damen e as empresas locais para o programa CCT. Acreditamos que a nossa proposta atende aos requisitos da Marinha do Brasil e oferece maior valor agregado em relação à cooperação industrial e transferência de tecnologia que é intrínseca à maneira de fazer negócios da Saab”, afirmou Marianna Silva, diretora geral da Saab do Brasil.

“Nós da Damen reconhecemos que, ajudar a Marinha do Brasil a proteger o domínio marítimo contra as ameaças e os desafios atuais e futuros, é uma tarefa muito importante. E por isso, esperamos poder participar de maneira construtiva nesse processo”, disse Richard Keulen, diretor de vendas navais da Damen. “Também estamos confiantes de que nossos produtos vão se integrar perfeitamente com os da Saab”, complementa.

A Saab, a Damen e os parceiros estarão presentes na RIDEX (Rio International Defense Exhibition), feira de defesa e segurança que será promovida no Rio de Janeiro, entre os dias 27 e 29 de junho, no Pier de Mauá, em um estande compartilhado, localizado na área D24.

Mais informações sobre o projeto de parceria para a concorrência das Corvetas Classe Tamandaré serão divulgadas durante a RIDEX.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas