Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Após escalada de tensões com Hamas, Israel desloca Cúpula de Ferro para perto de Tel Aviv

O governo israelense ordenou ao Exército que responda aos balões incendiários lançados pelos palestinos desde a Faixa de Gaza.


Sputnik

Israel implantou seu sistema de defesa aérea Iron Dome (Cúpula de Ferro) na área de Tel Aviv após o aumento das tensões na Faixa de Gaza e seus arredores ocorrido neste fim de semana, informa o Haaretz.

Soldado israelense junto ao sistema de defesa antiaérea Cúpula de Ferro (Iron Dome) perto da cidade de Sderot, Israel
Iron dome israelense © AP Photo/ Tsafrir Abayov

No sábado (14), o Exército israelense destruiu "dezenas de alvos" do Hamas na Faixa de Gaza m resposta a ataques de morteiros, desordens na fronteira e lançamento de artefatos incendiários, segundo informou o serviço de imprensa do Exército

Apesar de que na noite de 14 de julho o Hamas anunciou ter atingido o cessar-fogo com Israel naquela área, no domingo (15) os militares israelenses atacaram membros do movimento palestino, acusados de lançar balões incendiários da Faixa de Gaza em direção da fronteira israelense.

Além dessa medida preventiva em sua capital, o Gabinete de Segurança de Israel ordenou que suas tropas respondessem a essas agressões. De fato, um de seus oficiais de alta patente indicou que o Exército selecionou "um grande número de alvos que surpreenderão o Hamas", como aconteceu com os túneis ou o batalhão de Beit Lahia.

A situação na fronteira de Gaza piorou em meados de maio depois que os EUA abriram sua embaixada em Jerusalém. Em 30 de março, começou na fronteira a chamada Grande Marcha do Retorno. O lado israelense tem usado armas letais contra civis para reprimir os protestos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas