Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Ataques a bomba perto da residência do presidente da Somália deixam 7 mortos

Pelo menos sete pessoas morreram e várias outras ficaram feridas neste sábado em dois ataques a bomba ocorridos perto da residência oficial do presidente da Somália, na capital Mogadíscio.


EFE

Mogadíscio - Segundo fontes da polícia local, os atentados foram cometidos pelo grupo jihadista Al Shabab por volta do meio-dia (horário local; 6h de Brasília).

Resultado de imagem para Ataques a bomba perto da residência do presidente da Somália
REUTERS / Feisal Omar

O primeiro ataque começou quando carro carregado com explosivos foi detonado perto da entrada principal da Villa Somalia, a residência do presidente Mohamed Abdullahi Farmajo.

A explosão foi seguida por um intenso tiroteio entre terroristas do Al Shabab - que já reivindicou a autoria dos ataques - e agentes das forças de segurança que estavam no edifício. Poucos minutos depois, outro carro explodiu nas proximidades.

O saldo de vítimas chegou a sete mortos e vários feridos, informou à Agência Efe o comandante Mohammed Nuur, da polícia local. O governo do país africano ainda não se pronunciou a respeito.

Os atentados aconteceram apenas uma semana depois de um ataque similar à sede do Ministério do Interior, também organizado pelo Al Shabab, deixar dez mortos.

O grupo terrorista, que em 2012 se afiliou à rede Al Qaeda, controla partes do território somali no centro e no sul do país e quer transformá-lo em um estado islâmico da linha wahhabita.

Comentários

Postagens mais visitadas