Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

China se tornaria novo inimigo da Nova Zelândia?

Nova Zelândia comprará quatro aviões de patrulha marítima norte-americanos Boeing P-8A Poseidon para substituir os seis Lockheed P-3K2 Orion que foram incorporados na sua Força Aérea nos anos 60, anunciou o ministro da Defesa neozelandês Ron Mark.


Sputnik

"Graças a esta aquisição, a Força de Defesa poderá continuar as missões de vigilância marítima, proteção de recursos, ajuda humanitária e resposta a desastres ao largo da Nova Zelândia e no Pacifico Sul", declarou ele.


Aeronave da Marinha dos EUA, P-8A Poseidon, produzida pela Boeing
Boeing P-8A Poseidon © AFP 2018 / CARL COURT / AFP

O ministro lembrou que "as patrulhas marítimas dos Orion contribuíram para salvar 119 vidas na região nos últimos sete anos".

O valor do contrato será de cerca de 2,35 bilhões de dólares neozelandeses ou 1,6 bilhões de dólares.

Segundo as previsões, os Boeing P-8A Poseidon entrarão em serviço em 2023.

A compra dos Poseidon, amplamente considerado como o avião mais avançado do mundo na guerra antissubmarino, indica a disposição da Nova Zelândia de ajudar seus aliados a conter Pequim no mar do Sul da China, afirmaram os analistas citados pela Reuters.

A notícia sobre a compra dos quatro Boeing P-8A Poseidon chegou depois de uma declaração das autoridades da Nova Zelândia que a crescente influência da China no Pacifico Sul poderia minar a estabilidade na região.

Comentários

Postagens mais visitadas