Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Exército israelense realiza nova onda de incursões na Cisjordânia

As forças militares israelenses realizaram hoje novas incursões por toda Cisjordânia, que concluíram com a detenção de oito palestinos, divulgou hoje a Sociedade de Prisioneiros Palestinos.


Prensa Latina
Ramallah - De acordo com essa organização não governamental (ONG), as tropas sionistas irromperam em uma moradia na cidade de Al-Khader, ao sul de Belém, e prenderam um de seus residentes após saquear a casa de sua família; tratava-se de um jovem de 27 anos, que já tinha sido prisioneiro em cárceres israelenses.

Resultado de imagem para soldados israel cisjordania
Vários soldados de Israel golpeiam um palestino desarmado na Cisjordania | RT

A Sociedade de Prisioneiros Palestinos divulgou também a prisão de outros dois residentes no distrito de Belém, no sul da Cisjordânia.

Igualmente, as forças castrenses realizaram uma incursão em grande escala no campo de refugiados de Jenin, onde prenderam um palestino; assim como na aldeia de Faqqua - ao norte do acampamento - em uma operação que culminou com a detenção de outros dois cidadãos.

A ONG detalhou que outro palestino teve o mesmo destino na comunidade de Dhannaba, na cidade de Tulkarem; e um oitavo foi preso no distrito de Jerusalém.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, declarou ontem que as ações desse tipo aumentarão, bem como a intensidade dos ataques armados contra objetivos militares da organização Hamas na faixa de Gaza, onde neste domingo morreram pelo menos dois adolescentes palestinos devido aos bombardeios israelenses.

Comentários

Postagens mais visitadas