Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Exército sírio encontra equipamentos de origem estrangeira em Daraá

Desde armas e munições até medicamentos de procedência estrangeira foram encontrados pelas unidades do Exército nas zonas libertadas da província síria de Daraá, confirmaram hoje fontes militares.


Prensa Latina
Damasco - Os achados, sobretudo nas recém-libertadas localidades de Yalda, Bebila e Beit Sahen, consistem em projéteis de lança-foguetes e bombas de fabricação israelense e equipamentos de comunicação de origem jordaniana, estadunidense e kuwaitiana.


Também em Sharaya, uma comunidade agora nas mãos do Exército sírio, foram encontradas buchas de mísseis Tow, estadunidenses, dólares e, em um improvisado hospital, encontraram vários tipos de medicamentos de origem saudita e kuwaitiana, entre outros.

Segundo as precisões, os terroristas do Estado Islâmico não tiveram tempo de destruir as evidências de tais abastecimentos diante da rápida ofensiva do Exército sírio na região de Daraá, a cerca de 100 quilômetros ao sul de Damasco.

Comentários

Postagens mais visitadas