Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Exército sírio toma controle sobre fronteira com Jordânia

O exército sírio tomou sob controle a fronteira com a Jordânia, a província de Daraa está praticamente livre dos terroristas. A operação foi efetuada com um número mínimo de perdas, afirmou nesta quinta-feira (12) a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova.


Sputnik

De acordo com ela, no sudoeste da Síria está começando a última fase de limpeza da província de Daraa e Quneitra dos terroristas.

Soldados do exército sírio em seus caminhões militares gritando lemas em apoio ao presidente sírio Bashar Assad, entrando em uma aldeia perto da cidade de Jisr al-Shughour, ao norte de Damasco, Síria (foto de arquivo)
Militares sírios © AP Photo

"No momento, a província de Daraa está praticamente toda livre dos terroristas, foi fechado um acordo sobre regularização da situação nos quarteirões do sul e sudeste do centro administrativo de Daraa, que por mais de sete anos permaneceram sob controle das formações armadas ilegais", assinalou Zakharova durante o briefing.

"O exército sírio tomou sob controle a fronteira com a vizinha Jordânia, assegurando assim a possibilidade de reabertura do tráfego pela rodovia internacional Beirute-Damasco-Amã. A libertação do sudoeste [da Síria] foi efetuada com um número mínimo de perdas", acrescentou a representante do ministério russo.

Maria Zakharova destacou também que tal foi possível graças aos acordos firmados com as unidades da oposição armada que se separaram da Frente al-Nusra e do Daesh (organizações terroristas proibidas na Rússia e em vários outros países).

Além disso, a representante da chancelaria enfatizou o "papel especial" dos oficiais russos do Centro Russo de Reconciliação, bem como da polícia militar, nos últimos avanços do exército da Síria.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas