Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

General americano revela quantos militares EUA têm no estrangeiro

O chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA estima o número de soldados que estão em serviço militar fora do país e nomeia as áreas principais de suas missões.


Sputnik

Os EUA têm mais de 300 mil soldados deslocados em 177 países, revelou na segunda-feira (23) o chefe do Estado-Maior Conjunto, general do Corpo de Fuzileiros Navais Joe Dunford.

Soldados norte-americanos em Mossul, Iraque
Militares dos EUA em Mossul, Iraque © AP Photo / Maya Alleruzzo

"Hoje, mais de 300.000 americanos estão deslocados ou estacionados em 177 países", disse, citado pelo comunicado do Departamento de Defesa dos EUA.

Na convenção nacional de veteranos, realizada em Kansas City, Missouri, o general expressou seu orgulho nos "mais de dois milhões de homens que servem hoje" nas tropas norte-americanas.

Nessa conexão, declarou o seu reconhecimento especial aos soldados que estão no Iraque e na Síria, bem como ao contingente militar responsável por "vigiar na Coreia e melhorar a interoperabilidade com os aliados na Polônia".

"Posso dizer com absoluta confiança que o Exército dos EUA tem uma vantagem competitiva sobre qualquer adversário potencial", declarou Dunford, avaliando a contribuição dos soldados e suas famílias que "ainda suportam um sacrifício extraordinário".

O Exército dos EUA tem pelo menos 13 guarnições na Europa, localizadas na Holanda, Bélgica, Luxemburgo, Alemanha e Itália. Ao mesmo tempo, a Força Aérea desse país mantém sete bases militares em Chipre, Grécia, Itália, Grã-Bretanha, Alemanha e Bélgica.

Comentários

Postagens mais visitadas