Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Ministério da Defesa russo: Defesas aéreas de Hmeymim abatem drone de militantes na Síria

Um drone lançado de uma área controlada por militantes foi detectado e destruído perto da base aérea de Hmeymim, na Síria, segundo o Centro para Reconciliação do Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

De acordo com o Centro Russo para Reconciliação na Síria, os militantes continuam a implantar drones perto da base aérea de Hmeymim, na Síria.

Aviões da Força Aeroespacial da Rússia na base de Hmeymim, Síria
Base aérea de Hmeymim © Foto: Ministério da Defesa da Rússia

"A partir do território ocupado por militantes, lançamentos de veículos aéreos não tripulados na direção da base aérea Hmeymim não param. Na noite de 21 de julho, o controle do espaço aéreo da base aérea russa Hmeymim detectou um drone lançado a partir do território controlado por formações armadas ilegais no norte da província de Latakia ", diz a declaração.

O Centro acrescentou que o drone foi destruído a uma distância suficiente da base aérea, portanto não houve vítimas nem danos materiais.

A Rússia lançou uma operação militar contra grupos terroristas na Síria em setembro de 2015, a pedido do presidente sírio, Bashar Assad. Moscou também tem prestado ajuda humanitária aos moradores do país devastado pela guerra e também é uma garantidora do regime de cessar-fogo na Síria, junto com a Turquia e o Irã.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas