Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Refinaria de Riad alvo de drones iemenitas

O movimento Houthi no Iêmen disse que atacou uma refinaria da Aramco Saudita em Riad na quarta-feira usando um drone, já que a companhia de petróleo disse que ela continha um incêndio limitado na usina.


Pars Today

"Nosso drone da Força Aérea atacou a refinaria da empresa ARAMCO em Riad", disse um tweet sobre a conta do canal de TV H-Hiraí, al-Masirah, segundo a Reuters.

Refinaria de Riade alvo de drones iemenitas
Reprodução

"A operação da força aérea dos drones é um forte começo em uma nova etapa para impedir a agressão", disse um porta-voz militar do Houthi em um tweet.

Pouco antes do tweet de al-Masirah, a Aramco anunciou que suas equipes de controle de incêndio e a defesa civil saudita continham um incêndio limitado que irrompeu no início da noite em contêineres de armazenamento em sua refinaria em Riad.

Ele twittou que o incêndio não havia afetado as atividades da refinaria e não houve vítimas. Ele disse que uma investigação seria aberta para determinar as causas do incêndio.

Uma coalizão militar liderada pela Arábia Saudita e pelos Emirados Árabes Unidos interveio na guerra do Iêmen em 2015 para tentar derrubar os Houthis e restaurar o governo internacionalmente reconhecido no exílio.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas