Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

S-400: China recebe primeiro lote de sistemas de mísseis de defesa aérea (VIDEO)

A China recebeu o primeiro lote de sistemas de mísseis S-400 Triumf, fabricados na Rússia, informou uma fonte diplomática à TASS no dia 26 de julho.


Forças Terrestres

MOSCOU – “Na semana passada, um certificado de aceitação foi assinado para o primeiro lote de sistemas S-400 que foram entregues pela Rússia por via marítima em maio de 2018. Os sistemas passaram para a propriedade da China assim que os documentos foram assinados”, disse a fonte.


O Serviço Federal para a Cooperação Técnica Militar da Rússia absteve-se de comentar essas informações.

Reportagens sobre a assinatura do contrato de vendas de sistemas S-400 pela Rússia para a China ocorreram em novembro de 2014. Em novembro de 2015, o assessor do presidente russo para cooperação técnica militar, Vladimir Kozhin, confirmou essas reportagens. A China tornou-se o primeiro comprador estrangeiro desses sistemas e receberá dois lotes.

O S-400 Triumph da Rússia (nome de relatório da OTAN: SA-21 Growler) é o mais recente sistema de mísseis antiaéreos de longo alcance que entrou em serviço em 2007. Foi projetado para destruir aeronaves, mísseis de cruzeiro e balísticos, incluindo mísseis de médio alcance e alvos de superfície.

O sistema pode atingir alvos aerodinâmicos a uma distância de até 400 quilômetros e alvos balísticos táticos voando a uma velocidade de 4,8 km/s a ​​uma distância de até 60 km. Tais alvos incluem mísseis de cruzeiro, aeronaves táticas e estratégicas e ogivas de mísseis balísticos.

Os radares do sistema detectam alvos aéreos a uma distância de até 600 quilômetros (373 milhas). Os mísseis superfície-ar 48N6E3 do sistema podem atingir alvos aerodinâmicos em altitudes de 10 a 27.000 metros e ameaças balísticas em altitudes de 2.000 a 25.000 metros.

FONTE: TASS


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas