Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Suíça solicita cotações de caças para fabricantes

O primeiro pedido de cotações (RFQ – Request for Quotation) para os próximos caças suíços foi enviado às agências governamentais dos fabricantes. O Armasuisse (Escritório Federal de Compras de Defesa) espera ofertas em resposta até o final de janeiro de 2019.


Poder Aéreo

BERN – Com base nas exigências publicadas pelo DDPS (Departamento Federal da Defesa, Proteção da População e Desportos) em 23 de março de 2018, o Armasuisse, em 6 de julho de 2018, enviou o pedido de cotação das próximas aeronaves de combate às agências governamentais dos cinco fabricantes em questão:
  • Alemanha (Airbus Eurofighter),
  • França (Dassault Rafale),
  • Suécia (Saab Gripen E), e
  • Estados Unidos (Boeing F/A-18 Super Hornet, Lockheed-Martin F-35A).
Northrop F-5e da Força Aérea Suíça
Northrop F-5E da Força Aérea Suíça

Depois de fazer contato com sua agência governamental, os fabricantes têm a opção de enviar sua oferta para o Armasuisse até o final de janeiro de 2019.

As propostas devem incluir as seguintes informações:
  • cálculo do número de aeronaves requeridas pelo fabricante para cumprir as missões da Força Aérea Suíça (e, em particular, voar quatro aviões permanentemente por quatro semanas);
  • preço de 40 e 30 aeronaves, custos logísticos e mísseis guiados incluídos, como base para a posterior determinação do número requerido;
  • informação e propostas de cooperação entre as forças armadas e as autoridades responsáveis ​​pela contratação pública;
  • indicação quanto à possibilidade de offsets e outras compensações.
Avaliação e análise de custos e eficácia

Então, as indicações dos fabricantes serão analisadas em detalhe. Para isso, o DDPS definiu uma ponderação dos quatro principais critérios de avaliação relativos à eficácia do sistema:
  • eficácia (operacional, resistência) 55%
  • suporte ao produto (facilidade de manutenção, assistência autônoma) 25%
  • cooperação 10%
  • compensações diretas (offsets) 10%

Esta ponderação também se aplica ao sistema de defesa terra-ar (DSA) para o qual o pedido de propostas deve ser enviado no final do verão.

Desta vez, a comparação de candidatos para a nova aeronave de combate e do novo sistema de defesa terra-ar será baseada, além da eficácia geral, nos custos de aquisição e operação.

Próximos passos

De maio a julho de 2019, os caças passarão, um após o outro, por testes de voo e solo em Payerne, após o qual uma segunda solicitação de propostas será enviada pelo Armasuisse em novembro de 2019, com as respostas esperadas até o final de maio de 2020.

As observações feitas durante os testes de voo e solo, bem como a avaliação das cotações iniciais, serão incluídas neste segundo pedido de proposta. Ele pedirá aos fabricantes que enviem sua melhor oferta possível para a Suíça.

O relatório de avaliação será elaborado a partir de junho até o final de 2020 e, em seguida, submetido ao Conselho Federal ao mesmo tempo que o sistema de defesa terra-ar, a fim de decidir sobre o modelo.

Outras informações

Dossier Air2030 – Proteção do espaço aéreo (www.ddps.ch/air2030) (em francês)

FONTE: Departamento Federal da Defesa, Proteção da População e Desportos

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas