Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Turista americana tenta levar bomba da Segunda Guerra em avião

Equipe de especialistas é chamada ao aeroporto de Viena para retirar explosivo da bagagem. Americana queria levar como recordação a granada de artilharia que encontrou durante passeio nas montanhas.


Deutsch Welle

Uma turista americana queria levar consigo, no avião de volta para os Estados Unidos, uma granada de artilharia da Segunda Guerra Mundial que ela encontrou durante uma visita à Áustria, afirmou a polícia austríaca nesta terça-feira (10/07).

default
O projétil que a turista encontrou, limpou e queria levar consigo no avião

A mulher de 24 anos encontrou o explosivo quando caminhava nas proximidades da montanha Dachstein, no domingo passado. Ela recolheu o objeto e, mais tarde, colocou-o dentro da sua bagagem, para levar de recordação, relatou a polícia.

Quando chegou ao aeroporto de Viena, na segunda-feira, a turista declarou à alfândega que estava levando consigo uma granada da Segunda Guerra Mundial. As autoridades alfandegárias imediatamente avisaram a polícia.

Uma equipe de especialistas foi chamada para retirar o explosivo da bagagem da turista, que foi multada pelas autoridades austríacas em 4 mil euros por colocar em risco a segurança pública.

O incidente não causou atrasos em voos, afirmou a polícia. Algumas partes do aeroporto foram isoladas por cerca de 15 minutos.

Segundo o tabloide Krone, a mulher teria limpado a bomba no quarto do seu hotel, antes de colocá-la na mala, para que não sujasse a roupa.

Bombas da Segunda Guerra Mundial são encontradas com regularidade na Áustria e também na Alemanha, geralmente durante obras da construção civil. Equipes de especialistas são acionadas para desativá-las, o que costuma levar ao isolamento de diversas quadras ou até mesmo bairros inteiros.

Comentários

Postagens mais visitadas