Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Ucrânia lança novas munições no padrão OTAN

A Ucrânia iniciou a produção de um novo tipo de munição para lançador de granada em conformidade com os padrões da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), segundo afirmou o presidente ucraniano Pyotr Poroshenko nesta quarta-feira.


Sputnik

Segundo o chefe de Estado, o país espera atingir o padrão OTAN de armamentos até 2020. 

Segundo presidente Pyotr Poroshenko, a Ucrânia deve atingir o padrão OTAN de armamentos até 2020
Bandeiras da OTAN e Ucrânia © Sputnik / Mikhail Markiv

"A Ucrânia iniciou a produção em massa de munições de acordo com os padrões da OTAN. A Ukroboronprom está produzindo munição para o lançador de granadas automático PGOF-40. Engenheiros da fábrica já estão trabalhando para modernizar o processo tecnológico e aumentar os volumes de produção."

Em 2017, o parlamento ucraniano adotou uma resolução proclamando a entrada do país na aliança militar ocidental um objetivo estratégico de segurança e geopolítica. No entanto, de acordo com autoridades da OTAN, a Ucrânia ainda precisa implementar uma série de reformas essenciais antes de tentar se tornar membro do bloco.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas