Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

1º BFv e ABPF avivam Memória Ferroviária

1º Batalhão Ferroviário (1º BFv), participou nos dias 11, 12, 15, 18 e 19 de agosto, em parceria com a Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) e a Prefeitura de Lages (SC), de um evento que teve por finalidade a preservação da Memória Ferroviária.


Forças Terrestres

Lages (SC) – Durante esses dias aconteceram passeios de Maria Fumaça e exposição do Espaço Cultural Museu Ferroviário, nas dependências da Estação Ferroviária de Lages.


A Maria Fumaça, raramente vista pela população, desperta interesse até nos mais experientes, pois é símbolo de uma época em que ainda se utilizava esse meio de transporte entre as cidades. As crianças ficaram encantadas com a oportunidade de conhecer a magia do trem, ouvir seu apito e o barulho característico e desfrutar do passeio.

O deslocamento da Maria Fumaça ocorreu da Estação Ferroviária de Lages, até a Estação Ferroviária de Escurinho, localidade de Coxília Rica, distante 36 quilômetros de Lages, pela Ferrovia do Tronco Principal Sul, que foi construída pela Engenharia Militar e inaugurada em dezembro de 1968.

A exposição do Museu Ferroviário trouxe um pouco da memória dos antigos ferroviários e seus feitos durante a construção do Tronco Principal Sul.

No museu, localizado no 1º Batalhão Ferroviário (1º BFv), foram expostos vídeos, banners e peças utilizadas durante a construção da ferrovia.

Para o 1º BFv, poder levar ao público externo um pouco de sua história, que foi construída em sua maioria por trilhos é muito gratificante. A atividade se torna ainda mais significante neste ano em que a Ferrovia do Tronco Principal Sul completa 50 anos de existência, assim como a junção dos trilhos que vieram do norte, com os trilhos que partiram do sul, unindo-se no dia 28 de dezembro de 1968, em local situado no Vale do Rio Pelotas, 45 quilômetros ao sul de Lages.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas