Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

Ataque suicida à mesquita no Afeganistão deixa 30 mortos e 50 feridos

Pelo menos 30 pessoas morreram e 50 ficaram feridas nesta sexta-feira em um ataque suicida contra uma mesquita na província de Paktia, no sudeste do Afeganistão, informou à Agência Efe uma fonte oficial.


EFE

Cabul - O ataque ocorreu às 13h30 local (6h, em Brasília), quando dois insurgentes vestidos com burcas detonaram os explosivos que levavam em uma mesquita da minoria religiosa durante a hora da reza na cidade de Gardiz, capital de Paktia.

Resultado de imagem para Ataque suicida à mesquita no Afeganistão
foto: NOORULLAH SHIRZADA / AFP

"Dois terroristas suicidas participaram do ataque. Os agressores, que vestiam burcas, abriram fogo contra os guardas da mesquita, em primeiro lugar, e após matá-los, entraram e detonaram seus explosivos entre os crentes", explicou à Agência Efe o porta-voz da polícia provincial, Sardar Wali Tabasum.

O governador adjunto da província, Abdul Wali Sahi, detalhou que "até agora 30 participantes da reza morreram e mais de 50 ficaram feridos".

"Estamos trabalhando para ter todos os detalhes sobre as vítimas, porque os feridos e corpos foram levados a vários hospitais públicos e privados", esclareceu Sahi.

Depois que várias mesquitas da minoria xiita foram atacadas pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI) nos últimos dois anos, o Governo afegão decidiu desdobrar membros das forças de segurança nestes centros religiosos em todo o país.

O porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, afirmou na rede social Twitter que o grupo insurgente não está por trás do ataque.

"A explosão e o ataque de hoje na mesquita de Khawaja Hassan não tem nada a ver com os combatentes do Emirado Islâmico", como são autodenominados os talibãs, disse Mujahid.

A minoria xiita hazara é alvo no Afeganistão de ataques de grupos insurgentes radicais como o Estado Islâmico e os talibãs.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas