Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Defesa russa: militantes seguem bombardeando zona de desescalada na Síria

Militantes continuam realizando ataques contra assentamentos sírios na zona de desescalada de Idlib, segundo afirmou neste domingo o major-general Aleksei Tsygankov, chefe do Centro Russo de Reconciliação.


Sputnik

"Apesar do regime de cessar-fogo estabelecido, bombardeios por parte de grupos armados ilegais operando na zona de desescalada de Idlib, na província de Latakia, e na cidade de Aleppo foram registrados nas últimas 24 horas", declarou o militar.

Combatente rebelde dispara artilharia nos arredores da província de Idlib, na Síria
Terroristas em Idlib, Síria © AFP 2018 / OMAR HAJ KADOUR

De acordo com Tsygankov, 90 pessoas afetados por esses conflitos, incluindo 46 crianças, receberam assistência médica das Forças Armadas da Rússia na Síria. Ele pediu que todos os rebeldes envolvidos nas violações da trégua respeitem o cessar-fogo e contribuam para a pacificação nas áreas que não estão sob controle do governo sírio.

A Síria se encontra mergulhada em uma profunda guerra civil desde o início de 2011, com as forças leais ao presidente Bashar Assad tendo que combater diversos grupos armados de oposição, incluindo organizações terroristas como o Daesh e a Frente al-Nusra, proibidas na Rússia e em vários outros países.
 

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas