Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Donetsk acusa tropas ucranianas de ataque a veículo médico que deixou 3 mortos

Tropas ucranianas atacaram veículo médico da milícia, anunciou a jornalistas o chefe da assessoria de imprensa do comando estratégico da autoproclamada República Popular de Donetsk, Daniil Bezsonov.


Sputnik

"Hoje no decorrer da prestação de ajuda à população civil morreram três dos nossos defensores", declarou Bezsonov.

Ambulância na república autoproclamada de Donetsk, foto referencial
Uma ambulância em Donetsk © Sputnik / Sergei Averin

Segundo ele, na madrugada da terça-feira (7), uma residente de Naberezhnoe ligou para o Serviço de Primeiros Socorros se queixando de dor no coração.

Médicos de uma das subdivisões da milícia de Donetsk foram prestar assistência médica.

"Um automóvel Ural com um motorista e duas médicas foi enviado […] O Ural contava com todos os sinais de veículo médico. Além disso, movia-se com todas as luzes ligadas", contou Bezsonov.

O veículo foi atacado em movimento por um míssil guiado anti-tanque, resultando na morte do motorista e das duas médicas.

Bezsonov assinalou também que nas últimas 24 horas tiros da parte das tropas ucranianas se intensificaram. As Forças Armadas ucranianas já violaram o armistício seis vezes.

O conflito no leste da Ucrânia entre as autoproclamadas Repúblicas de Donetsk e Lugansk e autoridades ucranianas já matou mais de 10 mil pessoas desde abril de 2014. O acordo de paz assinado em Minsk em 2015 ajudou a reduzir as hostilidades, mas confrontos continuam.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas