Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Gorbachov chama EUA para retomar diálogo com a Rússia sobre armas nucleares

O último presidente da União Soviética, Mikhail Gorbachov, pediu que os Estados Unidos retomem um "diálogo sério" com a Rússia sobre o problema das armas nucleares e alertou contra as "perigosas tendências destrutivas" na política mundial, em artigo publicado nesta quarta-feira no jornal "Vedomosti".
EFE

Moscou - Após constatar uma ruptura da comunicação entre Moscou e Washington, o ex-líder soviético se dirigiu em particular aos congressistas americanos para pedir que deixem de lado suas diferenças partidárias para facilitar um "diálogo sério" entre ambos os países.


"Estou convencido de que a Rússia está preparada (para o diálogo)", ressaltou Gorbachov, que manifestou preocupação com a suspensão, primeiro pelos EUA e depois pela Rússia, do Tratado de Eliminação dos Mísseis de Médio e Curto Alcance (INF), que ele assinou em 1987 com o então presidente americano, Ronald Reagan.

Gorbachov apontou que por trás da decisão de Washington de deix…

Donetsk acusa tropas ucranianas de ataque a veículo médico que deixou 3 mortos

Tropas ucranianas atacaram veículo médico da milícia, anunciou a jornalistas o chefe da assessoria de imprensa do comando estratégico da autoproclamada República Popular de Donetsk, Daniil Bezsonov.


Sputnik

"Hoje no decorrer da prestação de ajuda à população civil morreram três dos nossos defensores", declarou Bezsonov.

Ambulância na república autoproclamada de Donetsk, foto referencial
Uma ambulância em Donetsk © Sputnik / Sergei Averin

Segundo ele, na madrugada da terça-feira (7), uma residente de Naberezhnoe ligou para o Serviço de Primeiros Socorros se queixando de dor no coração.

Médicos de uma das subdivisões da milícia de Donetsk foram prestar assistência médica.

"Um automóvel Ural com um motorista e duas médicas foi enviado […] O Ural contava com todos os sinais de veículo médico. Além disso, movia-se com todas as luzes ligadas", contou Bezsonov.

O veículo foi atacado em movimento por um míssil guiado anti-tanque, resultando na morte do motorista e das duas médicas.

Bezsonov assinalou também que nas últimas 24 horas tiros da parte das tropas ucranianas se intensificaram. As Forças Armadas ucranianas já violaram o armistício seis vezes.

O conflito no leste da Ucrânia entre as autoproclamadas Repúblicas de Donetsk e Lugansk e autoridades ucranianas já matou mais de 10 mil pessoas desde abril de 2014. O acordo de paz assinado em Minsk em 2015 ajudou a reduzir as hostilidades, mas confrontos continuam.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas