Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Governo da Suécia autoriza compra de mísseis Patriot

O governo sueco deu ordem ao Ministério da Defesa para comprar o sistema de defesa antiaérea norte-americano.


Sputnik

As entregas dos complexos estadunidenses estão previstas para 2020-2025.

Militares norte-americanos perto do sistema de defesa antimíssil Patriot
Tropa norte-americana junto ao Patriot © AP Photo/ Mindaugas Kulbis

"O governo decidiu hoje [2] indicar às Forças Armadas a compra do novo sistema de defesa antiaérea, tendo também decidido autorizar a Administração de Suprimentos Militares do Ministério da Defesa firmar um contrato com os EUA para a aquisição do sistema de defesa antiaérea estadunidense Patriot", diz o comunicado.

De acordo com um comunicado das autoridades, o contrato deve incluir o fornecimento de quatro sistemas e dois tipos de mísseis, manutenção técnica e treinamento do contingente militar.

Segundo informa a mídia sueca, o valor do contrato seria de ao menos US$ 1,1 bilhões (R$ 4,1 bilhões).

Em comentário à SVT, o presidente da comissão parlamentar de defesa, Allan Widman, disse que a comissão constitucional poderia conduzir uma investigação porque o ministro da Defesa, Peter Hultqvist, revelou ao rádio SR as informações quanto à compra antes da reunião governamental em que foi aprovada.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas