Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

KC-30A MRTT australiano reabastece Rafales do Armée de l’Air

Um KC-30A da Real Força Aérea Australiana (RAAF) desempenhou um papel fundamental na assistência aos Rafales da Força Aérea Francesa, que vão participar do Exercício Pitch Black 18 pela primeira vez.


Poder Aéreo

O KC-30A Multi-Role Tanker Transport viajou da região do Oriente Médio para a Base Darwin da RAAF, reabastecendo ao longo do caminho três aeronaves Dassault Rafale da Força Aérea Francesa que estão participando do exercício Pitch Black.

Dassault Rafales da Força aérea Francesa são reabastecidos por um KC-30A Multi-Role Tanker Transport do Esquadrão No. 33 a caminho da Austrália, para participar do Exercício Pitch Black 2018 na Base Darwin da RAAF, no Território do Norte (Foto RAAF)

O coronel da Força Aérea Francesa (Armée de l’Air Française) Arnaud Brunetta, comandante do destacamento, disse que apesar de ter sido uma longa jornada para sua equipe ir para a Austrália, eles estavam animados em ter a oportunidade de treinar em um novo ambiente com tantas nacionalidades diferentes.

“O Pitch Black dá ao nosso pessoal a oportunidade de participar de trocas de trabalho com a ADF (Australian Defence Force), o que é importante para o crescimento profissional e pessoal”, disse o coronel Brunetta.

“Estamos orgulhosos de nossas aeronaves, os Rafale viajaram uma longa distância com mais de 20 horas de voo para chegar à Austrália sem problemas técnicos”.

Para chegar à Austrália, os três aviões Rafale e sua tripulação viajaram mais de 14.000 quilômetros.

Com mais de 4.000 militares, 140 aeronaves e de 16 nações diferentes, o Exercício Pitch Black 18 é a maior iteração do exercício do Território do Norte já realizado e será concluído no dia 17 de agosto.

FONTE: Real Força Aérea Australiana

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas