Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Mais de um milhão de sírios regressam aos seus lugares de origem

Mais de 1.500 milhão de sírios regressaram aos seus lugares de origem desde setembro de 2015 até o momento, segundo informações do Centro russo de Acolhimento para Deslocados, divulgadas hoje em Damasco.


Prensa Latina
Damasco - As cifras incluem os procedentes do Líbano e em menor medida da Jordânia, nações em que haviam se refugiado cerca de 1.700 milhão de pessoas desde a eclosão da guerra imposta à Síria a partir de 2012.


Os meios de comunicação refletem também o retorno em massa de milhares de deslocados internamente neste país do Levante em regiões das províncias de Alepo, Hama, Homs, arredores de Damasco, Quneitra e Daraá.

Nos momentos mais críticos da crise síria teve mais de três milhões de pessoas no exterior e aproximadamente seis milhões de deslocados internamente, de acordo com dados computados oficialmente.

Os informes precisaram que tais fatos ocorrem na medida que o Exército sírio, respaldado por meios aéreos russos e outras forças aliadas, desalojam os grupos terroristas das áreas ocupadas desde a data mencionada.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas