Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Você quer tecnologia adicional? Tanque sírio é flagrado usando painel solar

Foi publicada recentemente a imagem de um tanque T-72 do Exército sírio com um painel solar bem grandinho na parte dianteira da torre.


Sputnik

O analista militar Andrei Tarasenko publicou a imagem em seu blog com a seguinte mensagem: "Aprenda, Elon Musk." Nessa conexão, alguns internautas escreveram vários comentários sarcásticos e houve até quem dissesse que seria "capaz de recarregar celulares".


Entretanto, Anton Valaguin, colunista do jornal Russkoe Oruzhie explicou que, de fato, o painel solar poderia fornecer energia para o equipamento do tanque eletrônico, incluindo sistemas de rádio e de observação enquanto o blindado estivesse estacionado.

A ausência de uma unidade auxiliar de potência é um problema conhecido de tanques soviéticos, visto que a necessidade de ligar o motor para pôr o equipamento eletrônico em funcionamento resulta em certas desvantagens, indica Valugin.

"É muito complicado e caro ligar o motor sempre que você quiser falar por rádio ou ainda analisar um objeto suspeito a uma longa distância. Além disso, quando o motor está ligado, a posição do tanque é revelada", explicou o colunista.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas