Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Assad: derrubada de avião russo na Síria foi resultado da arrogância israelense

O presidente sírio, Bashar Assad, enviou uma carta ao presidente russo, Vladimir Putin, expressando condolências pela derrubada do avião russo Il-20 na Síria, segundo informou a mídia local nesta quarta-feira.


Sputnik

No documento, de acordo com a agência SANA, Assad diz a Putin que o incidente teria sido provocado pela arrogância de Israel, embora a aeronave tenha sido alvo de um míssil disparado por sistemas de defesa da Síria. O líder sírio também afirma esperar que essa tragédia não atrapalhe a luta conjunta de Damasco e Moscou contra o terrorismo. 

O presidente sírio, Bashar Assad, durante um discurso para diplomatas, em 20 de agosto de 2017
Bashar Assad © AP Photo / Página do Facebook da Presidência da Síria

Na última segunda-feira, o Ministério da Defesa russo informou que um avião Il-20 desapareceu dos radares quando retornava à base aérea de Hmeymim, na Síria. Mais tarde, a Defesa russa descobriu que a aeronave teria sido derrubada por sistemas de defesa antiaérea da Síria devido a um cenário criado por caças israelenses, que se posicionaram por trás dela. Os 15 militares que estavam a bordo morreram.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, qualificou o ocorrido como "uma sequência de circunstâncias trágicas". Israel, por sua vez, decidiu enviar uma delegação de militares a Moscou para explicar, nesta quinta-feira, 20, detalhes do incidente.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas