Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Ataque de homem-bomba deixa mortos e feridos no Afeganistão

Segundo autoridades locais citadas pela agência Reuters, 22 pessoas morreram e outras 23 ficaram feridas.


Por G1

Um homem-bomba se explodiu nesta terça-feira (11) na província de Nangarhar, no leste Afeganistão, provocando mortos e feridos.

Resultado de imagem para estrada entre a cidade de Jalalabad e a fronteira com o Paquistão
Reprodução


O ataque ocorreu em uma estrada entre a cidade de Jalalabad e a fronteira com o Paquistão, onde era realizada uma manifestação com a presença de centenas de pessoas. Os manifestantes protestavam contra uma milícia local.

Segundo autoridades locais citadas pela agência Reuters, 22 pessoas morreram e outras 23 ficaram feridas.

Até o momento, nenhum grupo reivindicou o ataque.

A província de Nangarhar, na fronteira com o Paquistão, tem sido uma das regiões mais voláteis do Afeganistão neste ano, com uma série de ataques suicidas e ataques à capital da província, Jalalabad. Também é, desde o início de 2015, uma das principais fortalezas dos combatentes do grupo extremista Estado Islâmico.

Comentários

Postagens mais visitadas