Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

Democratas americanos tentam impedir plano de Trump de criar novas ogivas nucleares

No Congresso americano, os democratas prepararam um novo projeto de lei que provavelmente irá atrapalhar os planos da Casa Branca que visam a criação de novas ogivas nucleares de baixa potência para o míssil Trident D5, conforme documento publicado pelo representante da câmara, Adam Schmidt.


Sputnik

Segundo os autores do documento, "[…] novas ogivas nucleares de baixa potência, instaladas em submarinos, reduzirão o limite de aplicação de armas nucleares e elevarão os riscos de falhas, o que poderia ocasionar ataques nucleares recíprocos em grande escala". Além disso, eles exigem o corte do financiamento do projeto pelo orçamento de desenvolvimento do setor de Defesa em 2019.

Presidente Donald Trump
Donald Trump © AP Photo / Alex Brandon

Os planos de Donald Trump de aliviar as restrições impostas sobre a fabricação de ogivas nucleares, visando a criação de novas ogivas de baixa potência para serem utilizadas em mísseis modificados, como o Trident II (D5) utilizado em submarinos, foram citados pelo jornal The Guardian no início do ano.

O principal objetivo desse plano, segundo o The Guardian, seria conter a utilização pela Rússia de armas nucleares táticas em um conflito no Leste Europeu, além de ampliar a lista de condições para uso do arsenal nuclear, incluindo em resposta a um ataque convencional.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas