Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Donetsk acusa tropas ucranianas de terem criado agrupamento para atacar milícias

As Forças Armadas ucranianas formaram em Donbass um agrupamento de choque para atacar a autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD), declara o representante oficial do comando operacional da RPD, Eduard Basurin.


Sputnik

Segundo Basurin, o agrupamento consiste de brigadas de fuzileiros navais e de tropas aerotransportadas, de unidades de uma brigada de infantaria de montanha e de uma brigada de infantaria motorizada, bem como de artilharia. Ele acrescenta que está planejado que o ataque seja lançado nas áreas das povoações de Kominternovo e Shirokino, em direção a Novoazovsk e a outras povoações do sul da RPD.

Milícias da autoproclamada República Popular de Donetsk deixam suas posições durante retirada do povoado de Petrovskoe, a 50 quilômetros de Donetsk, em 3 de outubro de 2016
Milicianos de Donetsk © AFP 2018 / Aleksey FILIPPOV

"O número total de destacamentos e unidades militares ultrapassa 12 mil efetivos", ressalta ele.

O resultado da operação deveria ser atingir a fronteira com a Rússia, declara o representante do comando operacional.

Na véspera, Basurin anunciou que os militares estão posicionando o agrupamento de combate na direção de Mariupol. Além disso, eles transferiram artilharia para a área da povoação de Rozovka, controlada por Kiev. Ele assinalou que, em caso de agravamento sério da situação, Donetsk poderia mobilizar reservistas.

O conflito no Leste da Ucrânia dura há mais de quatro anos. A questão da resolução da situação na região é discutida no âmbito de encontros do grupo de contato em Minsk, que já adotou três acordos para pôr fim à guerra no Leste da Ucrânia. Porém, os tiroteios continuam. Segundo os últimos dados, o conflito já resultou em 10 milhares de mortos e cerca de 25 milhares de feridos, mais 1,5 milhão de pessoas se viram obrigadas a abandonar suas casas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas