Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Donetsk acusa tropas ucranianas de terem criado agrupamento para atacar milícias

As Forças Armadas ucranianas formaram em Donbass um agrupamento de choque para atacar a autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD), declara o representante oficial do comando operacional da RPD, Eduard Basurin.


Sputnik

Segundo Basurin, o agrupamento consiste de brigadas de fuzileiros navais e de tropas aerotransportadas, de unidades de uma brigada de infantaria de montanha e de uma brigada de infantaria motorizada, bem como de artilharia. Ele acrescenta que está planejado que o ataque seja lançado nas áreas das povoações de Kominternovo e Shirokino, em direção a Novoazovsk e a outras povoações do sul da RPD.

Milícias da autoproclamada República Popular de Donetsk deixam suas posições durante retirada do povoado de Petrovskoe, a 50 quilômetros de Donetsk, em 3 de outubro de 2016
Milicianos de Donetsk © AFP 2018 / Aleksey FILIPPOV

"O número total de destacamentos e unidades militares ultrapassa 12 mil efetivos", ressalta ele.

O resultado da operação deveria ser atingir a fronteira com a Rússia, declara o representante do comando operacional.

Na véspera, Basurin anunciou que os militares estão posicionando o agrupamento de combate na direção de Mariupol. Além disso, eles transferiram artilharia para a área da povoação de Rozovka, controlada por Kiev. Ele assinalou que, em caso de agravamento sério da situação, Donetsk poderia mobilizar reservistas.

O conflito no Leste da Ucrânia dura há mais de quatro anos. A questão da resolução da situação na região é discutida no âmbito de encontros do grupo de contato em Minsk, que já adotou três acordos para pôr fim à guerra no Leste da Ucrânia. Porém, os tiroteios continuam. Segundo os últimos dados, o conflito já resultou em 10 milhares de mortos e cerca de 25 milhares de feridos, mais 1,5 milhão de pessoas se viram obrigadas a abandonar suas casas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas